• Teatro do Campo Alegre, Порту, Португалия Transfer
  • From
    To
View more info

Carlos Azeredo Mesquita Diet plan for the western man

17
5

“Diet plan for the western man” é uma conferência-performance na qual se abordam questões relacionadas com as funções simbólicas da comida. À volta de uma mesa e a comer o que o chef Vasco Coelho Santos, chef do prestigiado restaurante portuense Euskalduna Studio, nos prepara para a ocasião, somos confrontados com as contradições e os significados dos alimentos digeridos. Percorrendo diferentes períodos da História e das histórias em torno da comida, descobre-se uma abordagem rica e variada pelas referências no domínio da arte, antropologia, cultura pop, evidenciando dilemas éticos. Pode o nacionalismo apropriar-se da comida? O sistema alimentar é um sistema de opressão? Escolhemos o que comemos ou é a comida que nos escolhe a nós? Depois de ter sido apresentado na Bienal de Berlim, este singular repasto ocupa esta sala do Ateneu e convida-nos a refletir criticamente sobre aquilo que todos os dias ingerimos. A performance foi apoiada pelo Criatório em 2018, um dos programas que consubstancia a política municipal de apoio à prática artística contemporânea no Porto. Não é recomendado a veganos ou vegetarianos, pessoas com intolerâncias alimentares ou metabolismo propenso a alergias.

Carlos Azeredo Mesquita (Porto, 1988) é licenciado em Design de Comunicação pela Faculdade de Belas Artes da Universidade do Porto e pela Moholy-Nagy Universidade de Arte e Design, em Budapeste, onde estudou fotografia. Foi bolseiro do programa INOV-Art, tendo trabalhado com Neville Brody em Berlim. Recebeu o Prémio BES Revelação em 2010, e desde então tem vindo a trabalhar sobretudo como artista visual e a apresentar regularmente tanto em Portugal como no estrangeiro. O seu primeiro espectáculo, “Diet Plan for the Western Man”, estreou no KW Berlin, como parte do programa público da Bienal de Berlim, em 2018.